Maya Gabeira bate próprio recorde de maior onda surfada por uma mulher.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Maya Gabeira bate próprio recorde de maior onda surfada por uma mulher.
Maya Gabeira surfa onda gigante em Nazaré, em Portugal
Imagem: Pedro Miranda / WSL via Getty Images

 

A World Surf League (WSL) anunciou hoje que Maya Gabeira conquistou o prêmio “cbdMD XXL Biggest Wave” e estabeleceu o novo recorde mundial da maior onda já surfada por uma mulher. A onda recorde da surfista brasileira media cerca de 22,4 metros, superando sua própria marca mundial anterior, de 20,72 metros. Ela conseguiu o novo feito em 11 de fevereiro deste ano, na Praia do Norte, em Nazaré, Portugal.

 

 

“Esta onda foi durante o concurso [WSL Nazaré Tow Surfing] e embora eu diga que não sou uma pessoa competitiva, estava muito concentrada e mais corajosa do que normalmente sou neste dia”, disse Gabeira.

“Eu estava arriscando mais do que normalmente. Quando larguei a corda, tive a sensação de que poderia ser aquela, mas não tinha certeza. A velocidade era muito alta, mas o barulho que a onda fez quando quebrou me fez perceber que esta foi provavelmente a maior onda que eu já peguei”, completou.

A surfista também citou a proximidade do recorde com a marca masculina, de 24,4 metros. O recorde pertence ao também brasileiro Rodrigo Koxa.

“Isso para mim foi algo com que sonhei anos atrás, mas não como algo realista. Não havia nenhuma representação para eu acreditar que era possível, mas ver isso acontecer é incrível. Isso é visto como um esporte extremamente dominado pelos homens, então ter uma mulher capaz de representar isso é bastante raro”, considerou.

De acordo com a WSL, a análise foi feita com base em vídeos, fotos e o posicionamento das câmeras e lentes, além da consideração das condições ambientais como maré, luz solar e configuração da onda.

Também foram utilizados nos cálculos científicos pontos de referência fixos nas imagens, incluindo as alturas dos surfistas, as dimensões das pranchas e dos jet skis.

 

Texto original: UOL/Esportes

 


 

Leia mais:

Secretaria de Esporte entra em crise após saída de 524 terceirizados.

Festival Brasil Ride Botucatu confirma oitava edição em novembro.

Deixe o seu comentário

Leia Mais

Inscreva-se na nossa Newsletter