Dica do verão: cuidados na alimentação para manter o desempenho

Há alguns dias falamos sobre a importância da hidratação correta aos praticantes de esportes e os cuidados específicos que ela requer no verão (confira a matéria aqui). Agora, abordamos algo tão importante quanto: a alimentação.

Mesmo leve e pouco calórica, ela deve ser suficiente para repor todas as perdas do organismo, que tem maior desgaste nos quentes dias do verão. Quem dá as dicas é a médica Danielle Bieberbach De Presbiteris, profissional da saúde pública e também experiente em atendimento pré-hospitalar em eventos esportivos e shows – ou seja, figura carimbada no universo off road!

A médica Danielle Bieberbach De Presbiteris (aqui ao lado de Elizeu Giovanella). sempre presente em eventos e provas off road, dá dicas de alimentação para o verão
A médica Danielle Bieberbach De Presbiteris (aqui ao lado de Elizeu Giovanella). Sempre presente em eventos e provas off road, dá dicas de alimentação para o verão

1 – Por que a alimentação requer cuidados especiais no verão?

É preciso cuidar dela o ano todo, mas temos necessidades calóricas diferentes. No inverno precisamos de mais energia para manter o corpo aquecido, enquanto que no verão a necessidade calórica é menor. Por isso, precisamos ingerir mais líquidos e menos calorias. Além disso, temos muitas perdas invisíveis, através da transpiração, por exemplo.

2 – E quais os riscos de uma alimentação falha?

Se mantivermos o mesmo padrão (tanto no inverno como no verão, por exemplo) teremos uma dieta hídrica inadequada e também vamos ingerir calorias em excesso, o que acaba revertendo em gordura, inclusive. Por isso, os riscos são variados, como sofrer com desidratação ou até ter ganho de peso.

3 – E qual a relação de alimentação correta e desempenho?

É uma relação completamente direta. Tudo o que você come vai refletir no seu desempenho físico e esportivo. Atletas precisam do acompanhamento de nutricionista permanentemente porque sempre devem fazer ajustes, graças ao clima e os objetivos que ele quer para aquele momento. Se ele está de férias ou prestes a encarar uma prova, por exemplo, terá necessidades bem diferentes.

A alimentação é a fonte de tudo, proteínas, energia, sais minerais. Se a ingestão de proteínas é baixa, o desenvolvimento muscular não vai ser o adequado, por exemplo. Já se você como menos calorias do que gasta pode ter episódios de hipoglicemia, com mau estar. Se a ingestão hídrica for inadequada pode ter até desmaios, inclusive. A alimentação correta é o básico.

4 – Como se alimentar antes de fazer atividade física?

Bom, se a atividade for logo pela manhã é preciso comer algo leve. Evitar altas quantidades de proteína ou gordura, para facilitar a digestão. Ter uma dieta equilibrada e balanceada, mas leve. Já minutos antes da atividade é interessante ingerir carboidratos, para ter aporte energético – como os encontrados nos famosos suplementos pré treino. Já se a atividade for à noite, por exemplo, durante o dia você pode ter uma alimentação normal, mas deve igualmente evitar coisas que dificultem a digestão. Não adianta fazer uma churrascada ao meio dia e pedalar à noite que você pode se sentir mal.

5 – Quais alimentos devem ser evitados a qualquer custo?

Tudo o que for porcaria (risos). Frituras, guloseimas, salgadinhos. Se você quer uma alimentação saudável, independente de ser atleta ou não, estas são coisas a serem evitadas. Todos precisamos de uma dieta mínima de gordura, mas com preferência às saudáveis, insaturadas (como encontradas nas nozes, castanhas, abacate) e que não aumentam níveis de colesterol. As de origem animal têm digestão um pouco mais difícil, então é bom não extrapolar.

6 – E quais alimentos são indicados para manter o corpo em ordem?

Os alimentos da época vigente. Quando o alimento cresce na sua época normal, com seu processo de amadurecimento normal, ele vai preservar mais de suas propriedades naturais específicas. Terá maior qualidade nutricional. Além disso, é preciso ingerir todos os grupos alimentares, carboidratos (batata doce, mandioca), proteínas (carne branca,vermelha, peixes, leguminosas), frutas. Se deixarmos algum grupo de lado a alimentação será falha, deixando a desejar em alguma área.

Acompanhe a Agenda Off Road!

Se aqui no Blog você encontra dicas de pilotagem, de equipamentos, de desempenho e até de entretenimento, no site da Agenda Off Road você fica a par dos principais eventos do Brasil! Através da plataforma, você consegue cadastrar um evento gratuitamente, fazer uma inscrição ou contatar os organizadores – de provas de moto, quadri, carro, jipe, gaiola ou qualquer outra coisa que tenha rodas e ande na terra. Conheça a história da Agenda, que já tem mais de 20 mil inscritos, clicando aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *