Dica do verão: hidratação é essencial e 2 litros de água por dia é pouco

Mais de 70% do corpo humano é composto de água e ao longo do dia eliminamos muitos sais minerais através do suor, urina e fezes, fazendo da hidratação um hábito essencial para a saúde – informações que, provavelmente, você já tinha na ponta da língua. Mas como fazer a hidratação correta no calor infernal tropical do Brasil e durante atividades físicas?

Sérgio, o 'doutor Osso', ajudou a montar o SAMU estadual de Sergipe, o primeiro do Brasil
Sérgio, o ‘doutor Osso’, ajudou a montar o SAMU estadual de Sergipe, o primeiro do Brasil

Para responder essas perguntas, recorremos aos dois lados do balcão: um profissional da saúde e um atleta. O primeiro time está representado por Sérgio Cestaro Grizende (conhecido como Dr Osso), médico da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM, ortopedista e traumatologista, e o outro por Rafael Faria – campeão brasileiro, sul-brasileiro e catarinense de velocross, tudo isso em 2018 (bem hidratado o menino, não?).

1 – Por que hidratar?

“A utilização da água serve como solvente universal, dissolvendo cristais formados no metabolismo exagerado favorecendo a função renal, sistema vascular e transporte de substâncias importantes para o corpo. Além disso, eliminar os resíduos e manter o equilíbrio térmico do corpo também será mais fácil, evitando a hipotermia maligna”, explica o dr. Osso.

2 – Beba água antes da competição

Para o piloto Rafael Faria a hidratação correta faz toda a diferença no desempenho esportivo, repondo a grande quantia de sais perdidos com a atividade física e com o calor. E ele faz uma recomendação: “Não adianta não hidratar durante a semana e chegar no sábado (dia da competição) querendo tomar 10 litros de água, porque não vai adiantar. É preciso aumentar a hidratação durante toda a semana”.

E a tese é confirmada pelo médico Sérgio Grizende. “É importante condicionar o corpo durante a semana toda, prévio à competição, nos horários definidos de treino e de repouso”.

Para o campeão Rafael Faria, a boa hidratação é essencial para o sucesso nas pistas
Para o campeão Rafael Faria, a boa hidratação é essencial para o sucesso nas pistas

3 – Aliás, beba água o tempo inteiro (e mais de 2 litros)

O senso comum de ‘beber dois litros de água por dia’ é pouco para um atleta. “Dependendo do tipo de atividade que pratica e do local onde elas ocorrem, pode ser preciso mais de 2 litros. Ambientes fechados e climatizados requerem menos água, enquanto locais abertos e com umidade relativa do ar baixa (como uma pista de motocross) necessitam de mais água”, esclarece o dr. Osso.

“No verão a desidratação é muito severa, com muitas perdas pela transpiração, então eu acabo bebendo sempre entre 3 e 4 litros de água”, conta Rafael. “É preciso repor o tempo todo, com uma garrafinha contigo durante todo o dia. E antes da atividade, especialmente no motocross – que não permite beber nada durante o treino, eu reforço a hidratação”, comenta. Segundo Sérgio, é importante iniciar a hidratação cerca de três horas antes de entrar na pista”.

Para quem faz atividades ao ar livre, como pedal ou motocross, dois litros de água por dia podem ser insuficientes
Para quem faz atividades ao ar livre, como pedal ou motocross, dois litros de água por dia podem ser insuficientes

4 – E os isotônicos?

O catarinense Rafael Faria
O catarinense Rafael Faria

As bebidas são famosas por serem ricas em sais e garantirem rápida reposição ao organismo, mas não exagere. “Muito cuidado com uso indiscriminado dessas substâncias. Antes de usar severamente, é importante consultar com um especialista médico para saber se o organismo vai aceitar”, pondera Sérgio.

5 – Esqueça os energéticos

“São ricos em cafeína e taurina, aumentando os batimentos cardíacos. Já pensou usar depois de uma atividade física em que você já está acelerado? É quase como armar uma bomba”, brinca o piloto Rafael Faria. “Também não beba refrigerante, água gasosa, cerveja e outras bebidas alcoólicas. Atenção: evite-as pelo menos pelos três dias que antecedem a prova ou competição”, complementa Sérgio Grizende.

Dica bônus

Tenha uma mochila de hidratação! Recentemente falamos do assunto aqui no blog da Agenda Off Road – o maior porta de eventos off road do Brasil e elas são extremamente funcionais em atividades ao ar livre, especialmente em locais remotos, como o caso de trilhas de bike ou de moto. Leia a matéria aqui!

A mochila de hidratação é uma importante aliada de quem pedala ou anda de moto em locais remotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *