Seis dicas para comprar um 4×4 usado

Quem nunca sonhou em ter um 4×4 que atire a primeira pedra. Cobiçados pelos amantes do off road, os veículos de tração integral podem ser garantia de diversão em grandes doses em trechos de terra, mas é preciso cautela na hora de comprar um. Por isso, separamos algumas dicas que vão lhe ajudar a adquirir um 4×4 usado!

1 – Saiba o que você quer

A gama de veículos 4×4 é enorme, assim como as possibilidades de seu uso. Então, comece pensando na sua necessidade. O 4×4 é para estradas de chão, areia ou trilhas mais densas, com muita lama e terra? Ele vai ser o seu único carro (precisando rodar em ruas e rodovias, também) ou será apenas para diversão?

Comece com uma demanda. Qual uso o carro terá? O 4x4 é só para diversão ou também irá andar na cidade e rodovias? Caminhonetes como a L200 são boas opções para uso misto
Comece com uma demanda. Qual uso o carro terá? O 4×4 é só para diversão ou também irá andar na cidade e rodovias? Caminhonetes como a L200 são boas opções para uso misto

Depois de pensar sua necessidade, vá um pouco mais fundo na segmentação. Se ele vai ser usado na terra e nas ruas, de que tamanho deve ser? Quantas portas? Quantas pessoas irá levar? E se for apenas para trilha, precisa ter ar condicionado? E a suspensão, deve ser helicoidal ou com feixes de molas? Pergunte-se também, claro, quanto está disposto a investir.

Assim você vai refinando sua pesquisa e navegando entre as opções que vão desde uma grandalhona Mitsubishi L200 até um rústico Willys, um compacto Jimny, um vigoroso Troller ou um clássico Niva.

Para quem quer apenas lazer, o universo off road tem grandes clássicos. Carros robustos como o Niva (foto) ou o Willys que há décadas são sinônimo de diversão na terra
Para quem quer apenas lazer, o universo off road tem grandes clássicos. Carros robustos como o Niva (foto) ou o Willys, que há décadas são sinônimo de diversão na terra

2 – Funcionamento do motor

Veja se há vazamentos
Veja se há vazamentos

O motor, claro, é um dos itens em que você mais deve dedicar atenção. É comum que a parte superior esteja limpa (até para esconder eventuais vazamentos), então vasculhe possíveis vestígios de problemas. Note se há vazamentos nas junções de peças e também verifique a viscosidade do óleo – se ele tiver sinais de mistura com água, saiba que em breve poderá encontrar uma retífica.

Por falar em possíveis dores de cabeça, atente à fumaça que sai pelo escapamento. No caso dos motores a diesel, verifique se (e torça para que) a fumaça desaparece logo nos primeiros minutos. Já com propulsores a gasolina o perigo é a presença de fumaça azulada, que pode ser sinal de motor queimando óleo.

3 – Carroceria

Ficar atento aos sinais na lataria irá lhe ajudar a descobrir se o 4×4 já se envolveu em capotamentos, por exemplo. Note a pintura, se ela é uniforme em toda a carroceria ou se o tom da tinta muda em determinadas peças – que podem ter sido pintadas separadamente após colisões. Também veja se há desníveis na carroceria.

Observe, também, sinais de corrosão e ferrugem, o que dará um indício de como está a estrutura geral do carro. Analise a parte de baixo e para isso, de preferência, leve o veículo a uma oficina mecânica e o levante, para avaliar com calma toda a extensão do carro.

4 – Chassi

Falando em estrutura, estude com calma o estado do chassi. Ele pode ser uma grande vítima do uso severo em trilhas e até em acidentes, sofrendo com impactos e a torção excessiva. Por isso, veja se há trincas ou soldas nas longarinas. Se for monobloco, podem haver trincas no túnel da transmissão, pontos extremos ou base das colunas das portas. Procure qualquer sinal de alteração, solda, trinca ou outros indícios que a estrutura foi recuperada.

Olhe com atenção toda a parte inferior do veículo. Procure soldas, trincas e marcas - torcendo para não encontrá-las, claro
Olhe com atenção toda a parte inferior do veículo. Procure soldas, trincas e marcas – torcendo para não encontrá-las, claro

5 -Transmissão

Assim como o chassi, o câmbio tende a apresentar desgaste no uso severo do fora de estrada. Então, comece procurando por vazamentos de óleo na caixa de marchas e diferenciais. Depois, atente para o engate das marchas, que precisa ser preciso e macio, sem trancos ou pontos neutros no meio do câmbio.

Dê uma volta com o carro e veja se há pequenos socos ou trancos, que podem ser sinais de problemas no diferencial. Também teste todas as marchas, em especial o funcionamento das reduzidas e do acionamento da tração 4×4.

6 – Beleza interior

Não só pela qualidade de vida a bordo, mas fundamentalmente pelos indícios de problemas: seja atencioso com o interior do veículo. Deve estar em bom estado e com sinais naturais de desgaste – e não com aparência maquiada.

Veja se há indícios que o carro enfrentou alagamentos, por exemplo, ou se recebeu acessórios para ser usado em competições. Note furos, ferrugens, sujeiras...
Veja se há indícios que o carro enfrentou alagamentos, por exemplo, ou se recebeu acessórios para ser usado em competições. Note furos, ferrugens, sujeiras…

Assim, veja, por exemplo, se há marcas ou ferrugens na parte debaixo, que podem indicar sinais de alagamento. Furos ocultos sob os tapetes também podem mostrar que antes havia ali um santo antônio (e que seu futuro 4×4 era usado em competições) e marcas de barros nos bancos também denotam para o uso intenso. Observe tudo com calma.

Quer mais dicas para comprar um 4×4 ou veículo para pilotagem off road?

Então acompanhe o blog da Agenda Off Road, claro! Só aqui você encontra dicas de motos, bikes, 4×4 e tudo mais que tiver rodas e se mover sobre a terra – e fora da estrada. E já que estamos falando em 4×4, veja dicas para encarar trechos de areia e quais cuidados ter com seu veículo após o uso na trilha!  Siga o blog e fique por dentro das novidades!

Quando precisa encarar areia, você se garante? Confira mais dicas de pilotagem no blog da Agenda Off Road - o maior portal de eventos off road do Brasil!
Quando precisa encarar areia, você se garante? Confira mais dicas de pilotagem no blog da Agenda Off Road – o maior portal de eventos off road do Brasil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *